Em defesa da Educação Inclusiva

Por Jaianne Costa


Na última semana, o Ministro da Educação Milton Ribeiro declarou que crianças com deficiência “atrapalham” o ensino das crianças sem deficiência na escola, afirmando que em alguns casos é impossível a convivência, e utilizou o termo “inclusivismo”.


Segundo o IBGE, existem 45,6 milhões de pessoas com deficiência no Brasil, onde 3,5 milhões são crianças. São pessoas que já enfrentam dificuldades diárias de acessibilidade e inclusão, que são invisibilizadas e excluídas, e quem deveria protegê-las, como uma figura tão importante como o ministro da educação, tem um posicionamento gravemente capacitista.



O Ministério da Educação planeja e executa todo o sistema educacional brasileiro. Milton Ribeiro, responsável pelo cargo, que infelizmente carrega um grande poder de influência, além de tomar decisões que interferem diretamente na vida de milhões de brasileiros, se declara capacitista. Ele fala abertamente, em rede nacional, sem medo ou pudor, desrespeitando anos de luta pela inclusão, reafirmando preconceitos e compactuando com o retrocesso do país.


A educação é um direito previsto por lei para as crianças com deficiência, e a escola inclusiva garante qualidade de ensino educacional a cada um dos alunos com deficiência e alunos sem deficiência, reconhecendo e respeitando a diversidade, potencialidades e necessidades de cada um.



Quando uma criança sem deficiência convive com uma criança com deficiência, ela aprende a conviver com a diversidade, aprende a ter empatia e respeitar as diferenças.


A segregação não é o caminho, a inclusão sim!


A aBRAÇO promove, acolhe e apoia crianças com Síndrome Congênita do Zika Vírus e outras malformações no sistema nervoso central, trabalhando para desenvolver o potencial máximo dessas crianças e promovendo sua inclusão social. São cinco anos lutando por uma sociedade inclusiva, e repudiamos veemente a declaração capacitista do Ministro da Educação.


Nós acreditamos que são espaços coletivos e plurais que constroem uma sociedade.




Núcleo Comunicação Cristiane Magalhães Jaianne Costa Joana Passos Mariana Costa Natália Borges Rarisa Santos



66 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo